Boas Práticas

Este trabalho foca em identificar e disseminar abordagens de políticas públicas e práticas de organização que resultaram em meios de subsistência mais seguros para os trabalhadores informais, incluindo os trabalhadores em domicílio,os vendedores ambulantes e os catadores de materiais recicláveis. A documentação examina como os trabalhadores pobres vivenciam as políticas urbanas e os processos de planejamento e como funcionam suas organizações. A documentação também analisa abordagens de infraestrutura e os programas de fornecimento de serviços voltados para os trabalhadores pobres. Ver todas as resumos da WIEGO.

Catadores de materiais recicláveis

Global – Uma síntese da prática de organização e políticas públicas.

Políticas Públicas -- Refusing to be Cast Aside: Waste Pickers Organizing around the World“Recusando-se a ser ignorados: Catadores de Materiais Recicláveis ao redor do Mundo” contém muitas das atuais melhores práticas em políticas públicas e em organização em todo o mundo.

 

 

Brasil – O Brasil tem feito progressos significativos na integração dos catadores de materiais recicláveis aos sistemas municipais de gestão de resíduos. As quatro sínteses de políticas de Sonia Dias descrevem as características deste caso (ver referências bibliográficas abaixo, disponíveis em inglês).

Políticas Públicas -- The Municipal Waste and Citizenship Forum: A Platform for Social Inclusion and ParticipationDias, Sonia M. 2011.  O Fórum Municipal Lixo e Cidadania: Uma plataforma de Inclusão Social e Participação. Resumos de Políticas da WIEGO (Políticas Urbanas) No. 5.

 

 

 

 

Políticas Públicas -- Recycling in Belo Horizonte, Brazil -- An Overview of Inclusive ProgrammingDias, Sonia M. 2011. Recycling in Belo Horizonte, Brazil – An Overview of Inclusive Programming. WIEGO Policy Brief (Urban Policies) No. 3. (em inglês)

 

 

 

 

Políticas Públicas -- Integrating Informal Workers into Selective Waste Collection: The Case of Belo Horizonte, BrazilDias, Sonia M. 2011. Integração de Trabalhadores Informais na Coleta Seletiva de Recicláveis: o Caso de Belo Horizonte, Brasil. Resumos de Políticas da WIEGO (Políticas Urbanas) No. 4.

 

 

 

Overview of the Legal Framework for Inclusion of Informal Recyclers in Solid Waste Management in BrazilDias, Sonia M. 2011. Visão geral dos Instrumentos Legais para a Inclusão de Recicladores Informais na Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil. Resumos de Políticas da WIEGO (Políticas Urbanas) No. 6.

 

 

 

Argentina – Buenos Aires é um caso de cidade que tem integrado progressivamente os catadores de materiais recicláveis aos planos urbanos. Pablo Shamber (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) detalha este caso.

 

Proceso de integración de los cartoneros de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires. Del reconocimiento a la gestión de Centros Verdes y la recolección selectivaSchamber, Pablo J. 2012. Proceso de integración de los cartoneros de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires. Del reconocimiento a la gestión de Centros Verdes y la recolección selectiva (em Español). WIEGO Working Paper (Políticas Urbanas) No. 24.

 

 

Índia – O sindicato dos catadores de materiais recicláveis Kagad Kach Patra Kashtakari Panchayat (KKPKP) e as cooperativas associadas em Pune oferecem outro modelo de integração de catadores de materiais recicláveis à gestão municipal de resíduos. Poornima Chikarmane (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) documenta este caso.

 

Chikarmane, Poornima. Integrating Waste Pickers into Municipal Solid Waste Management in Pune, India. Políticas da WIEGO (Políticas Urbanas) No. 8.

 

Trabalhadores em domicílio

Índia – Muitos daqueles que trabalham informalmente vivem em moradias informais. O acesso a abrigo, água e instalações sanitárias é uma necessidade premente. Este é particularmente o caso dos trabalhadores em domicílio, já que suas casas cumprem o papel duplo de serem também seu local de trabalho. Sara Rusling (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) destaca a abordagem da Mahila Housing Trust’s para a melhoria de aglomerados, de forma geral, e o impacto do programa Parivartan para a melhoria de aglomerados em Ahmedabad, de forma particular.

Approaches to Basic Service Delivery for the Working PoorRusling, S. 2010. Approaches to Basic Service Delivery for the Working Poor: Assessing the Impact of the Parivartan Slum Upgrading Programme in Ahmedabad, India. WIEGO Policy Brief (Urban Policies) No. 1. (em inglês)

 

 

 

Para os trabalhadores em domicílio, um zoneamento apropriado, que reflita os papéis produtivos e reprodutivos do lar, é importante. Matt Nohn (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) reflete sobre as opções de zoneamento de uso misto em um contexto indiano.

Mixed-Use Zoning and Home-Based Production in IndiaNohn, Matt. 2011. Mixed-Use Zoning and Home-Based Production in India. WIEGO Technical Brief (Urban Policies) No. 3. (em inglês)

 

 

 

Vendedores ambulantes

Índia – A Índia é um dos poucos países no mundo no qual existe uma política nacional para os vendedores ambulantes. A síntese de políticas públicas feita por Shalini Sinha e Sally Roever (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) analisa o processo de manutenção desta política, seu conteúdo e implementação.

India's National Policy on Urban Street VendorsSinha, Shalini and Sally Roever. 2011. India’s National Policy on Urban Street Vendors. WIEGO Policy Brief (Urban Policies) No. 2.  (em inglês)

 

 

 

Índia – Em Bhubaneshwar, capital do estado de Odisha, os vendedores ambulantes têm sido incorporados ao planejamento urbano por meio da criação de zonas de venda legalmente sancionadas e esteticamente agradáveis. Randhir Kumar (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) documentou este caso.

Randhir, Kumar. The Regularization of Street Vending in Bhubaneshwar, India: A Policy Model.  Resumos de Políticas da WIEGO (Políticas Urbanas) No. 7.

 

 

Peru – Sally Roever (ver referências bibliográficas abaixo, disponíveis em inglês) analisou a Red de Mujeres (Rede de Mulheres) e a Red de Comunicadores (Rede de Comunicadores) no Peru, as quais consistem em dois casos de práticas inovadoras de organização.

Organizing Street Vendors: 'Gente de Confiar" Radio Programme, Lima, PeruRoever, Sally. 2010. Organizing Street Vendors: ‘Gente de Confiar’ Radio Programme, Lima, Peru. WIEGO Organizing Brief No. 2. (em inglês)

 

 

 

 

Street Vendors Organizing: The Case of the Women's Network (Red de Mujeres), Lima, PeruRoever, Sally. and Lissette A. Linares. 2010. Street Vendors Organizing: The Case of the Women’s Network (Red de Mujeres), Lima, Peru. WIEGO Organizing Brief No. 1.  (em inglês)

 

 

 

 

África do Sul – A estação de transbordo do transporte interno da cidade – a Warwick Junction – em Durban, tem sido amplamente reconhecida como um caso de boa prática. Richard Dobson e Caroline Skinner (ver referência bibliográfica abaixo, disponível em inglês) detalham como um pequeno grupo de autoridades locais dedicadas e negociantes de rua e suas lideranças transformaram a área ao redor – atenção é dada ao apoio setorial, design urbano e soluções de gestão urbana (criminalidade e limpeza), com o objetivo de identificar as lições a serem aprendidas a partir de outros contextos. (em inglês)

Working in Warwick: Integrating Street Traders in Urban PlansDobson, Richard and Caroline Skinner. 2009. Working in Warwick: Integrating Street Traders into Urban Plans. Durban: University of KwaZulu-Natal. (em inglês)